Facebook Youtube
10 de Outubro, 2018

Campanha especial de oração pela Igreja – #PrayForTheChurch

O Papa Francisco pediu à sua Rede Mundial de Oração que ajude todos os fiéis a rezar mais intensamente neste mês de outubro.

Durante estes últimos anos e meses, temos vivido na Igreja situações difíceis, entre as quais de abuso quer sexual, quer de poder e de consciência, por parte de clérigos, pessoas consagradas e leigos. Cresceram as divisões internas. Certamente são favorecidas pelo mau espírito, “mortal inimigo da nossa natureza humana” (Exercícios Espirituais de S. Inácio de Loiola, n. 136).

Na tradição cristã, o mal tem diversas figuras, como a de “Satanás”, que em hebraico significa “adversário”, ou “Diábolos” em grego, isto é, o que divide ou semeia discórdia. Na tradição bíblica também se fala do “sedutor do mundo”, o “pai da mentira”, ou “Lúcifer”, que se apresenta como anjo da luz, sob a capa de bem, induzindo ao engano.

Como vemos, o mal manifesta-se de diversas maneiras e a missão de evangelização da Igreja torna-se mais difícil, chegando mesmo a desacreditá-la. Em parte, é por causa da nossa responsabilidade ao deixarmo-nos levar por paixões que não nos abrem à verdadeira vida, entre as quais: a riqueza, a vaidade e o orgulho. São os degraus pelos quais pelos quais quer arrastar-nos para o mal, ele que é um sedutor. Trazendo intenções e pensamentos bons, pouco a pouco, vai levando a pessoa às suas perversas intenções (discórdia, mentira, etc.).

O Papa Francisco recordou-nos na sua Carta ao Povo de Deus, de 20 de agosto de 2018, que “«Se um membro sofre, todos sofrem com ele»… Quando experimentamos a desolação que nos provocam estas chagas eclesiais, com Maria far-nos-á bem «insistir mais na oração» (Exercícios Espirituais de S. Inácio de Loiola, n. 319), procurando crescer mais no amor e fidelidade à Igreja”.

Durante este mês de outubro, o Santo Padre pede a todos os fiéis um esforço maior na nossa oração pessoal e comunitária. Convida-nos a rezar o rosário cada dia para que a Vigem Maria ajude a Igreja nestes tempos de crise e a rezar ao Arcanjo São Miguel para que a defenda dos ataques do diabo. Segundo a tradição espiritual, Miguel é o chefe dos exércitos celestes e protetor da Igreja (Apocalipse 12,7-9).

O Santo Padre convida-nos, no final do rosário, a terminar com a mais antiga invocação à Santa Mãe de Deus “Sub tuum praesidium” (À vossa proteção) e com a oração tradicional a São Miguel, escrita por Leão XIII:

Oração a Nossa Senhora:

À Vossa Proteção recorremos, Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita.

Oração a São Miguel Arcanjo:

“São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate. Sede o nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demónio. Que Deus manifeste sobre ele o seu poder, esta é a nossa humilde súplica. E vós, Príncipe da Milícia Celeste, com o poder que Deus vos conferiu, precipitai no inferno a Satanás e aos outros espíritos malignos, que andam pelo mundo para perder as almas. Amem”.



Fonte: Popes Prayer


comments powered by Disqus