Facebook Youtube Instagram
17 de Maio, 2019

Central nacional reunida em Atibaia/SP

Assessores avaliam o percurso da obra de Schoenstatt no Brasil

Em um país rico em diversidade e cultura, diferentes realidades, 26 estados num território quase total da América do Sul, assim é o Brasil. Tendo em vista essa dimensão, os assessores da Central Nacional do Movimento Apostólico de Schoenstatt, se reuniram no Santuário da Permanente Presença do Pai, em Atibaia/SP entre os dias 15 e 16 maio, para refletir e avaliar o percurso da obra.

O encontro acontece uma vez por ano e tem a função de trazer a realidade, a vida e os desafios do Movimento no Brasil. “A reunião tem uma função muito importante de trazer a realidade, a vida e os desafios do Movimento no Brasil para a partilha, o intercâmbio e a reflexão em conjunto. A Central de Assessores é a única instância, de caráter nacional, que está a serviço dessa dimensão do Movimento que é a Liga Apostólica e o Movimento Popular e de Peregrinos”, explica o diretor nacional do Movimento, Pe. Ivan Simicic.

Mão no pulso do tempo

Durante o encontro são tratados diferentes temas que tocam a vida do Movimento. O primeiro aspecto, segundo o Pe. Ivan, é “resgatar as vozes de Deus na Família de Schoenstatt, nos diversos regionais, e, a partir dessas vozes, tentar responder à condução da Família”. O segundo passo fundamental é “analisar certos temas que estão mais presentes na vida da Obra de Schoenstatt”, as chamadas “correntes de vida”. Depois, também são tratados assuntos de caráter prático, como a atualização das orientações, diretrizes e normas da Central Nacional. Há também um grande interesse pelos temas que estão em destaque na vida da Igreja, como, por exemplo, a recente Exortação Apostólica do Papa Francisco – Christus Vivit – e as linhas gerais da última assembleia geral da CNBB.

Ano Jubilar

“Filialidade Heroica” é a expressão que está na boca e nos corações do Brasil em 2019. No encontro da Central Nacional está refletida toda a vida que a conquista do cetro está gerando pelo país. É por isso que os assessores de toda a nação, juntos, entregaram o cetro para a Mãe de Deus, como explica a Ir. M. Diná Souza: “No contexto dos 70 anos da coroação e entrega do cetro, nesse dia 15 de maio, aproveitando a oportunidade que a Central Nacional está reunida junto ao Santuário da Permanente Presença do Pai, realizamos a entrega do cetro em nome do Brasil. A entrega final, ou oficial, será no dia 15 de setembro de 2019, com todos os que puderem chegar até o Santuário neste dia. E, como a Central não poderá estar toda presente em setembro, adiantou-se a entrega, também para se ter um momento específico como Central e colocar as intenções, enquanto responsáveis, do Movimento no Brasil”.

Por que os assessores entregam esse cetro? “Nosso grande desafio é trabalhar unidos neste país imenso e de realidades diversas. Este é um desafio. Se não nos colocamos sob a educação e em aliança com o Pai e Fundador, não conseguiremos realizar bem a tarefa. Por isso, ajudem a rezar por nós”, conclui a Ir. M. Diná.

O cetro não foi colocado definitivamente no Santuário, ele ainda peregrinará por alguns locais do regional Sudeste. Saiba mais sobre a entrega oficial.

Vida em movimento

O Movimento alcança as mais variadas realidades do país, indo de tribos indígenas a comunidades ribeirinhas, passando pelo Congresso Nacional e a sede das Forças Armadas, dentre tantos outros lugares. Tudo isso configura a beleza e a riqueza de Schoenstatt e a força do trabalho orgânico entre os assessores, como aponta a Ir. M. Sára Vincensi: “O que é mais bonito de se ver na vida do Brasil Tabor, penso, é a caminhada. O caminho que eu vejo é de via dupla, que vai e que vem: os assessores trabalham com o povo, sabem das suas alegrias e esperanças, mas também das suas lutas e desafios. E isso é ter a mão no pulso do tempo, é saber até onde uma proposta, um trabalho, uma corrente de vida encontra eco. Ao mesmo tempo, os assessores que estão com os seus podem despertar essa vida, animar o fogo da missão, da fidelidade à origem naqueles que lhes são confiados, podem até despertar vida e correntes de vida. Esse ‘ir e vir’, com as suas lutas e com o progresso, é uma caminhada que todos juntos estamos fazendo neste ano de 2019, em busca da formação de uma nova terra mariana”.

 

Para saber mais sobre a Central Nacional, o que é e qual o seu papel, clique neste link.

 

Fotos: Ir. M. Nilza P. da Silva e Juliana Dorigo

Texto original em: schoenstatt.org.br

Por: Karen Bueno e Juliana Dorigo