Facebook Youtube Instagram
29 de Outubro, 2019

Sacerdote para sempre

Padre celebra pela primeira vez a Santa Missa no Santuário da Mãe e Rainha

“Doa a tua vida, como Maria aos pés da cruz” Assim como diz a canção, na manhã de hoje, 29 de outubro, o neo-sacerdote João Gabriel Camilo de Camargo, ordenado em 19 de outubro, na paróquia Porciúncula de Sant’Ana, em Niterói/RJ, pela primeira vez, celebrou a Santa Missa no Santuário da Mãe de Deus, em Atibaia/SP. Confira a entrevista:

S.A- Como foi celebrar pela primeira vez na Casa da Mãe de Deus?

Para mim foi muito especial, um momento muito forte de espiritualidade porque há anos venho aqui, antes de entrar no seminário e depois como seminarista, diácono e hoje como padre. Em cada etapa da minha vida, na minha vida espiritual, é sempre muito especial, ainda mais para oferecer o Santo Sacrifício da Missa nesse altar, que tantas vezes eu vi Jesus. São muitas emoções, muitas memórias que a gente faz... Tantas graças que eu recebi aqui, nesse mesmo Santuário, que o meu primeiro gesto foi agradecer e entregar o meu sacerdócio neste altar. Agradecer pelas graças em minha caminhada até aqui, com certeza foi com a ajuda da Mãe e Rainha, hoje o principal foi agradecer

S.A – Qual a importância da Mãe de Deus na sua vocação?

Foi ela que me levou para Igreja, foi através de um grupo do Terço dos Homens Mãe e Rainha que eu comecei a participar da Igreja e depois ao seminário. Ela tem um papel principal na minha vida vocacional, tenho certeza que foi por ela que eu consegui permanecer. Maria é a medianeira de todas as graças, a mãe dos sacerdotes, ela deve ocupar na minha vida, talvez não culpe de forma perfeita, claro porque devido as minhas imperfeições, mas que ela deve ocupar de forma perfeita a centralidade da minha vida espiritual.

S.A – Qual é a sua relação com a Mãe e Rainha?

Em 18 de outubro de 2008, aqui mesmo em Atibaia/SP, dentro deste Santuário eu tive uma vivência especial de entrega da minha vida à Nossa Senhora, isso é mais um fator especial, por estar celebrando aqui hoje. Neste Santuário, há 11 anos atrás eu me entreguei de uma forma mais profunda à Mãe de Deus.

Por: Juliana Dorigo