Facebook Youtube
17 de Agosto, 2018

Comissão atualiza Documento com orientações para celebração da Palavra de Deus

Novo texto será submetido à avaliação Conselho Permanente da CNBB, para que seja publicado em breve

A comissão instituída pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para refletir sobre as orientações da celebração da Palavra de Deus esteve reunida nos dias 16 e 17 de agosto, na sede provisória da entidade, em Brasília/DF, com uma nova proposta de texto para atualização do Documento. O presidente da comissão, dom Geraldo Lyrio Rocha, explica que a mudança se fez necessária para a integração entre o tema dos Ministérios e da Celebração da Palavra.

A atualização das orientações para a Celebração da Palavra tem como base o Documento 52 da CNBB, que a define como um ato litúrgico reconhecido e incentivado pela Igreja. Segundo dom Geraldo, o texto atual busca integrar a reflexão sobre os ministérios pensando especialmente nas comunidades que não contam com a presença frequente de ministros ordenados.

Ele explica que a comissão trabalha os dois textos, buscando fundi-los. “É um trabalho difícil, porque são dois temas complementares, mas distintos; e duas comissões – “Ministérios” e “Celebração da Palavra” – compostas por membros diferentes e que trabalharam também de forma mais autônoma às duas questões, mas sem dúvida alguma elas se tocam entre si. Tudo tem a ver o ministério da Palavra com a própria Celebração da Palavra”, comenta.

O Documento 52 da CNBB afirma que as Celebrações da Palavra de Deus não são uma criação das últimas décadas, mas fazem parte da tradição da Igreja. No texto, é possível identificar uma de suas finalidades: assegurar às comunidades cristãs a possibilidade de se reunir no domingo e nas festas, tendo a preocupação de inserir suas reuniões na celebração do ano litúrgico e de as relacionar com as comunidades que celebram a Eucaristia.

Nesse sentido, o presidente da comissão nota que, atualmente, cerca de 70% das comunidades do Brasil não têm a Celebração da Eucaristia aos domingos e, por isso, é extremamente urgente e necessário a atualização do Documento. “O nosso trabalho vai enriquecer ainda mais a Celebração da Palavra de Deus, bem como reforçar essa perspectiva de ministério da Palavra confiado a cristãos leigos e leigas”, finaliza o bispo.

O Documento atualizado será submetido à avaliação e aprovação do Conselho Permanente da CNBB, que deverá se reunir em setembro próximo, para que seja publicado em breve.



Fonte: Amex, com CNBB


comments powered by Disqus