Facebook Youtube
06 de Setembro, 2017

Maria guarda os fatos da minha vida no seu coração

Romaria da Diocese de Santo Amaro ao Santuário.

“Louvemos a Maria! Agradeçamos a Nossa Senhora que nunca deixa faltar para nós o seu carinho, o seu afeto, o seu amor de Mãe”. As palavras de Dom José Negri no início da homilia traduzem o espírito dos 4 mil peregrinos da Diocese de Santo Amaro, São Paulo, presentes no Santuário de Atibaia/SP no último sábado, dia 2 de setembro. No Ano Jubilar Mariano, essa foi uma ocasião especial de encontro com a Mãe de Deus, celebrando e agradecendo as graças do tempo santo como família diocesana. Mais de 70 paróquias estavam representadas na romaria.

A programação iniciou com a romaria do Cruzeiro até o Santuário, com uma oração diante da Mãe. Em seguida houve a Missa, presidida por Dom José Negri e concelebrada por 18 sacerdotes. Na homilia, Dom José diz que interpreta essa peregrinação “como uma manifestação do amor e do carinho de Nossa Senhora”.

Falando da Mãe de Deus como “uma mulher viva”, repleta de sentimentos, o bispo diz: “Maria é uma mulher como outras, ela tem também coração, tem emoções, tem suas alegrias, ela sente dor, angústia, tristeza… Maria não é um pedaço de madeira, uma pintura… Ela é uma mulher viva. Ela tem um coração, tem emoções: ela guardava tudo no seu coração. Me agrada muito pensar que Maria guarda os fatos da minha vida no seu coração. Vocês acreditam nisso?”

O bispo também fala que vê na Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt “uma grande rede de resgate”, pois: “Quando recebemos a imagem em nossas casas é um sinal que diz: Maria está presente em nosso meio. E ela veio para incentivar a nossa espiritualidade… E reza-se o terço, reza-se o rosário diante daquela imagem, por quê? Porque ela sabe o que significa família. Ela teve uma família como todos nós. Quando chega Nossa Senhora, naquele momento ela aquece, ela traz o calor da Santíssima Trindade, ela traz a luz do Espírito Santo, ela traz o desejo do seu filho Jesus”.

Clique e leia a homilia na íntegra

No final da missa, com uma oração espontânea, Dom José Negri consagra cada pessoa presente, suas famílias, os sacerdotes e toda a Diocese de Santo Amaro aos cuidados da Mãe e Rainha, concluindo com a consagração a Nossa Senhora.

Após o almoço houve uma catequese sobre o Ano Santo Mariano, revivendo a história de Aparecida e mais uma vez proclamando a Mãe como Rainha e Padroeira do Brasil. Nas redes dos pescadores se mostraram os pedaços da imagem, que unidas emocionavam e davam vida à história que completa 300 anos.

O momento final foi marcado pela adoração e bênção do Santíssimo, como um envio apostólico para a Diocese de Santo Amaro. Os peregrinos partiram com o desafio lançado pelo Bispo de, no próximo, levar ainda mais pessoas ao Santuário – se possível o dobro deste dia – e aumentar o número de famílias que recebem a Mãe Peregrina em seus lares.

Foto: RDC – Rede Diocesana de Comunicação – Diocese de Santo Amaro

 

Clique para ver mais fotos

Romaria da Diocese de Santo Amaro - 02/09/2017

Fotos do álbum: Ir. M. Franciane Castelani

Por: Karen Bueno


Fonte: schoenstatt.org.br


comments powered by Disqus