Facebook Youtube
15 de Dezembro, 2017

Pe. José Kentenich, um filho e pai espiritual

Natal é “de um lado, uma festa de Deus Pai, mas também de maneira pronunciada, é uma festa dos filhos, uma festa filial” (Pe. JK 1964).

Neste dia 15 de dezembro do último mês do ano, - Ano Jubilar Kentenich - somos impelidos a render graças pela condução divina em nossa história, em nossa vida pessoal e familiar e por todo o grande que Deus e a Mãe de Deus operaram na vida do Padre José Kentenich.

Ele corporificou, anunciou e testemunhou por sua vida, o ideal que Deus tem de todo homem: ser filho e pai. Todos que o procuravam, voltavam enriquecidos e profundamente tocados por vivenciarem nele um pai e ao mesmo tempo um filho singelo diante de Deus e da sua querida Mãe e Rainha a quem depositava toda sua confiança e dedicava grande amor filial. Afirmava que era o menor de todos os filhos.

Testemunho

É significativo o exemplo de uma senhora que o procurou em uma aflição espiritual. Depois de ter conversado com ele apenas meia hora, confessou cheia de alegria:“viverei até o fim de minha vida com esta experiência.” Agora a partir da eternidade, ele continua sua missão de conduzir todos os que a ele recorrem a um amor pessoal ao Pai do céu. Uma senhora “amiga do Pe. Kentenich”, escreve: “Raramente passo o dia sem fazer a oração pela beatificação do Pe. José Kentenich e ele sempre me atende”.

E você o procura em suas necessidades, pede a sua ajuda? Já teve algum encontro pessoal com o Padre Kentenich?

Em sua companhia queremos ir ao encontro do santo Natal.

 “Eu vos presenteio o Filho!”, - disse Pe. Kentenich no Natal de 1929 - o Filho de Deus que há mais de dois mil anos se fez homem e em cada santa missa nasce novamente sobre a manjedoura do altar permanecendo conosco na Eucaristia!

“Eu vos presenteio o Filho!” essa afirmação expressa a atitude de seu ser paternal-sacerdotal ancorado em Deus – mas ao mesmo tempo inteiramente doado aos seus:

Pe. Kentenich caracterizou o Natal como “a maior festa do Pai, semelhante como a Páscoa é a maior festa do Filho e Pentecostes a maior festa do Espírito Santo”. O Pai tanto amou o mundo - também o mundo de hoje com toda esta grande confusão - tanto amou a mim pessoalmente que, em sua misericórdia infinita, enviou seu Filho Unigênito que se encarnou no seio puríssimo da Virgem Mãe, a Imaculada!

Ele renunciou a sua glória no céu e veio à terra, onde existe tanto sofrimento, com um grande objetivo: tornar-nos filhos de Deus! Portanto, Natal é “de um lado, uma festa de Deus Pai, mas também de maneira pronunciada, é uma festa dos filhos, uma festa filial” (Pe. JK 1964).

Pelo batismo, recebemos a graça de nos tornarmos filhos no Filho, Jesus!

Mas ante as grandes transformações que vivemos em nossa sociedade onde o homem se afasta cada vez mais de Deus e se torna escravo do seu próprio Eu, torna-se urgente a reconquista da atitude filial diante de Deus, isto é, a atitude de abertura e disponibilidade para realizar sua vontade, principalmente quando somos surpreendidos por sofrimentos e provações.

O tempo de preparação para o Natal é uma ocasião propícia para isso. O Pe. José Kentenich estava convicto que essa “reconquista da atitude filial é e será sempre a maior felicidade da humanidade de hoje, porque possibilita a atuação de Deus” (24.12.1963). E o caminho indicado e vivido por ele foi a Aliança de Amor com a Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt.

Na Noite Santa do Natal, queremos peregrinar até o Santuário - o Belém para os novos tempos (RC, 186) e junto à manjedoura, agradecer ao Deus Menino e sua Mãe, pelo carisma que presentearam ao Pe. Kentenich, por sua missão a serviço da Igreja. E por sermos chamados a fazer parte da Família espiritual fundada por ele. Com fé rezamos com ele:

Mãe, “com júbilo, imerge novamente o Senhor em minha alma! (...) Torna-me portador de Cristo para o nosso tempo a fim de que resplandeça na mais clara luz do sol.” (RC, 189).

 

Oração pela Beatificação do Pe. José Kentenich

Deus, nosso Pai! Atende-nos, em nossas intenções, por intercessão do Pe. José Kentenich [pedir a graça]. Realiza sinais e milagres, como testemunho de sua santidade. Concede-lhe, em breve, a honra dos altares, a fim de que muitas pessoas encontrem o caminho que conduz a ti. Por isso, te pedimos, com Maria, nossa Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, por Cristo, nosso Senhor. Amém.

 Se a sua oração for atendida escreva para o SECRETARIADO PE. JOSÉ KENTENICH:
 Caixa Postal 571 – Atibaia/SP – CEP: 12940-972
Telefone: (11) 4414-4210 | E-mail: secretariadopadrekentenich@gmail.com
Por: Ir. M. Vilma Vassoler


comments powered by Disqus