Facebook Youtube
11 de Setembro, 2017

Santuário de Atibaia abre o Ano do Pai e celebra 45 anos

Cada Santuário Filial de Schoenstatt nasce com uma missão única e essencial a serviço da Igreja e da sociedade, como uma identidade própria que o define; é assim entre os mais de 200 espalhados pelo mundo. Dentre esses, o Santuário de Atibaia/SP tem como missão ser “Tabor da Permanente Presença do Pai”, ou seja, garantir a experiência vital das pessoas com Deus, mas também ser um local de encontro com o Pai e Fundador de Schoenstatt, Pe. José Kentenich. Isso se dá porque este foi o primeiro Santuário Filial construído após a morte do Fundador.

É com espírito de gratidão e conscientes dessa missão que 3 mil pessoas se reuniram nesse domingo, 10 de setembro, para abrir o “Ano do Pe. Kentenich” e celebrar os 45 anos do Santuário de Atibaia. O “Ano do Pai”, nomeado pela Presidência Internacional da Obra de Schoenstatt, recorda os 50 anos de falecimento do Pai e Fundador, que será no dia 15 de setembro de 2018.

 Abre-se o Ano do Pe. Kentenich

A peregrinação iniciou com a Santa Missa, às 7 horas, na Paróquia Cristo Rei, em Atibaia, presidida pelo Pe. José Alem. Dali partiu uma carreata rumo ao Santuário, com a imagem Peregrina Auxiliar conduzindo a romaria.

Motivos não faltaram para agradecer ao Pai e Fundador, em frente a sua estátua. A reflexão recordava o Pe. Kentenich como um instrumento de Deus para a fundação do Santuário e agradecia sua vida sacerdotal, sua paternidade espiritual, sua fidelidade à Igreja, sua pedagogia e o indicava como um profeta de Maria para os novos tempos. Muitos balões subiam ao céu demonstrando a gratidão da Família de Schoenstatt. De maneira solene abria-se, assim, o Ano do Pai neste Santuário, renovando o compromisso de “manter vivo e atual seu ‘espírito fundacional’ e, na vivência da Aliança de Amor, responder aos desafios atuais da sociedade”, segundo indica a presidência internacional. 49 rosas foram presenteadas ao Pe. Kentenich, recordando os 49 anos de sua partida ao lar eterno.

Dia de festa

Em frente ao Santuário há outro momento solene, recordando seus 45 anos de inauguração. O grande número de peregrinos que buscam o abrigo da Mãe e atravessam essa porta anualmente comprova que a Mãe e Rainha faz ali sua morada, que este se tornou, de fato, um lugar de Aliança. Por isso, mais uma vez todos renovam a Aliança de Amor, festejando a presença da MTA em seu Santuário. De novo, balões sobem ao céu, junto com a alegria, a gratidão e o canto de ‘parabéns’.

Saindo em peregrinação, houve, em seguida, a adoração eucarística e a bênção do Santíssimo na Tenda, concluindo a parte da manhã diante de Jesus.

Pai, vamos contigo!

Pe. Kentenich diz que Maria está colocada entre Deus e os homens como medianeira: “Com uma das mãos toca, por assim dizer, o coração de Deus e com a outra o coração humano, procurando uni-los um ao outro* ”. Dessa forma, todos se reúnem novamente à tarde para a oração do Terço na Tenda, para, com a Mãe, estarem unidos ao coração de Deus. Concluindo esse momento, um grande manto passa sobre a cabeça de todos, recordando o abrigo que ela dedica a cada um dos filhos.

Por fim, a Santa Missa coroou o dia de romaria, mais uma vez presidida pelo Pe. José Alem, que aconselhava: “Fique no coração aquilo que Jesus pede, amem-se uns aos outros como você gostaria de ser amado. Quem faz isso é verdadeiramente cristão”.

A abertura do Ano do Pe. Kentenich representa, para a Família de Schoenstatt vinculada ao Santuário de Atibaia, um primeiro passo rumo a um período de encontro, descoberta e reencantamento pela vida, história e missão do Pai e Fundador, como profeta deste tempo.

 

*Maria Mãe e Educadora – O que se entende pela posição de Maria como Medianeira?

 

Clique para ver as fotos

Aniversário do Santuário e Abertura do Ano do Pe.Kentenich

Fotos: Secretariado de Romaria

Por: Karen Bueno


Fonte: schoenstatt.org.br


comments powered by Disqus