Facebook Youtube Instagram
16 de Abril, 2015

Um encontro que renova

No dia 12 de abril, a Mãe e Rainha recebe em seu Santuário de graças cerca de 1.500 peregrinos, vindos da Diocese de São Miguel Paulista, em São Paulo/SP

Um dia de oração e de entrega

O dia de peregrinação no Santuário se inicia com a reflexão do que trazemos na bolsa, mochila para este dia de romaria ao Santuário. Espontaneamente muitos peregrinos retiram de sua bolsa o terço, o livro de orações da Mãe e Rainha, alguns mostram que trazem água, lanche... Porém há pessoas que trazem pedras pesadas!

Pedras estas que são símbolo da falta de perdão, do cansaço, do pecado, da infidelidade...

Neste dia em que celebramos a Divina Misericórdia, a  Mãe e Rainha, em seu Santuário de graças acolhe cada um de seus filhos e recebe em seu coração de Mãe tudo aquilo que pesa, que muitas vezes dificulta a caminhada de seus filhos amados.

Ninguém sai do Santuário da mesma forma que entrou

Isto o jovem Pedro Alexandre, de São Paulo pode testemunhar:

“No começo da procissão uma irmã falou que depois que saíssemos da capela seriamos outra pessoa, eu quase duvidei, mas realmente saí diferente desse lugar. Só tenho que agradecer por proporcionar que eu tivesse essa experiência que fez renovar a minha fé, infelizmente a maioria dos jovens não tem oportunidade de ter um momento assim. Parece que eu deixei 100 quilos aí de tão renovado que eu saí.”

Mostra-nos Jesus!

“A Igreja quando busca Cristo, bate sempre a casa da mãe e pede: Mostra-nos Jesus!” (Papa Francisco)

No Santuário, acontece a exposição do Santíssimo que é acompanhado por todos os peregrinos, que seguem em procissão até a tenda para o momento da bênção do Santíssimo.

No intervalo do lanche são oferecidas algumas programações alternativas e muitos querem participar do Cine Schoenstatt, onde é transmitido o filme: “Schoenstatt - belo lugar”

A Santa Missa de encerramento do dia é presidida pelo Pe. Francisco Albuquerque, acompanhado pelo Pe. Névio Duarte, ambos da Dioc. de São Miguel Paulista. A misericórdia divina é o tema que o Pe. Francisco salienta e convida todos a confiarem no amor infinito de Deus Pai.

Como um sinal de envio os peregrinos coroam a imagem da Mãe Peregrina, confiando a ela o cuidados pelas famílias.

 

 


 

Por: Ir. M. Márcia C. da Silva