Facebook Youtube Instagram
28 de Junho, 2020

Solenidade de São Pedro e São Paulo

Chamados como no princípio

Celebramos neste domingo a grande solenidade de São Pedro e São Paulo, colunas e co-fundadores da Igreja de Cristo.

Pedro o primeiro Papa, chamado por Jesus, provado no amor que testemunha a redenção até a morte. Paulo baluarte missionário da Igreja entre os gentios, chamado a dar testemunho após uma bela e profunda história de conversão pessoal, pois assim nos testemunha os Atos dos Apóstolos: de perseguidor a grande anunciador de Cristo.

Se tivéssemos a oportunidade de perguntar para esses grandes Apóstolos qual era a sua missão de vida, certamente iriam nos dizer que foi anunciar Cristo, levar a boa nova do Evangelho a todos os povos e nações até sua morte.

Em Schoenstatt temos a figura destes dois grandes apóstolos em todos os Santuários. Mas foi assim desde o início?

A presença das estátuas de São Pedro, que traz em suas mãos a chave da porta do céu e São Paulo que empunha a espada, sinal de sua luta para a expansão do cristianismo, data do ano de 1935. Elas foram entronizadas no Santuário no dia 28 de novembro após a proclamação da Mãe de Deus como Rainha dos Apóstolos no ano de 1934. Eles ocuparam o lugar de dois anjos que ficavam ao lado do Tabernáculo em atitude de adoração. Portanto, a presença destes santos Apóstolos no Santuário nos chama a atenção para o espírito apostólico do Movimento de Schoenstatt. Somos chamados, assim como eles para uma sublime missão.

Neste contexto também nós podemos dizer que almejamos nos tornar grandes apóstolos. A exemplo de nosso Fundador, Pe. José Kentenich temos a missão de anunciar as glórias de Maria. Pe. Kentenich testemunha: “(...) minha missão foi e é anunciar ao mundo o mistério de Maria! Minha tarefa é anunciar a Mãe de Deus, revelá-la ao nosso tempo como Auxiliar permanente de Jesus em toda a Obra da Redenção, como Co-redentora e Medianeira de graça; a Mãe de Deus, com a missão específica que tem para os tempos de hoje, a partir de seu Santuário e profundamente unida a Jesus, na união a dois.” (Pe. JK 16.11.1968)

Façamos da convicção do Fundador da Obra Internacional de Schoenstatt a nossa convicção e a exemplo destes dois grandes santos que celebramos neste dia, testemunhemos Schoenstatt e a Aliança de Amor com todas as fibras de nosso coração.

“Dá-nos arder como labaredas, ir com alegria, ao encontro dos povos, lutar como testemunhas da Redenção conduzi-los jubilosamente à Trindade”! (RC 12)

Acompanhe a programação ao vivo no dia de hoje!

Transmissão ao vivo às 15h pelo canal do YouTube e/ou página do Facebook do Santuário de Schoenstatt de Atibaia.

Clique aqui para acessar nossas redes sociais:

https://www.facebook.com/santuario.atibaia

https://www.youtube.com/channel/UCCG06CuKbUv6WlZtZf8_KiQ

 
Por: Ir. Viviane Maria Penitente Ribeiro