Facebook Youtube Instagram
02 de Outubro, 2020

Faça que Maria participe das suas alegrias e preocupações

Na Audiência Geral desta quarta-feira, 30 de setembro, o Papa Francisco renovou o convite para sermos fiéis ao costume de rezar o terço, sobretudo no mês de outubro, tradicionalmente dedicado a Nossa Senhora do Rosário.

“Sejam fiéis ao costume de rezar o rosário nas suas comunidades e, sobretudo, nas famílias. Meditando cada dia os mistérios da vida de Maria à luz da obra salvífica do seu Filho. Faça com que ela participe das alegrias de vocês, das suas preocupações e dos momentos de felicidade”.

Assim o Papa Francisco se dirigiu aos peregrinos poloneses na Audiência Geral desta quarta-feira (30), um convite extensivo a toda a Igreja que, a partir desta quinta-feira (1), entra no mês de outubro, quando se celebra Nossa Senhora do Rosário.

Já em maio, mês dedicado à Virgem Maria, o Pontífice convidou a rezar o rosário para nos ajudar a superar a crise da Covid-19: “Contemplar juntos a face de Cristo com o coração de Maria, rezando o rosário”, disse o Papa, “nos tornará mais unidos como família espiritual e nos ajudará a superar essa provação”. O convite foi para voltar “a descobrir a beleza de rezar o terço em casa”, em família ou individualmente: “seja como for, há um segredo para o bem fazer: a simplicidade; e é fácil encontrar, mesmo na internet, bons esquemas para seguir na sua recitação”, encorajou o Pontífice.

 

(Foto: Schoenstatt International Communication Office 2014)

 

A oração que sempre acompanha o Papa

Em 7 de outubro de 2016, por ocasião da festa litúrgica de Nossa Senhora do Rosário, Francisco confidenciou o quanto o rosário é uma oração querida por ele, que sempre o acompanha: “é a oração dos simples e dos santos… é a oração do meu coração”.

É também a oração mais querida ao coração de Maria, é a devoção mariana por excelência e a mais popular, divulgada por São Domingos de Gusmão justamente a pedido da Santíssima Virgem Maria. É um convite à meditação dos Mistérios de Cristo, que guiam à Encarnação, Paixão, Morte e Ressureição do Filho de Deus.

 

O Rosário de Nossa Senhora

O nome “rosário” diz que se deve a um relato popular de um monge cisterciense, que se comprazia a rezar 50 ‘Ave-Marias’, que saiam de seus lábios como rosas que iam aos céus e se depositavam na cabeça a Santíssima Virgem. Terço, como diz o nome, é a terça parte do rosário, que consiste em 50 ‘Ave-Marias’ intercaladas por 10 ‘Pai-Nossos’.

O Papa São Pio V (1566-1572) deu ao rosário o formato de hoje, tanto a quantidade de orações quanto aos mistérios da vida de Jesus que meditamos. Ele atribuiu à eficácia do rosário a vitória naval de Lepanto que, em 7 de outubro de 1571, salvou a cristandade ocidental de grande perigo.

 

Texto por Andressa Collet via Vatican News

Foto destaque: Luci Wroblenski – via cathopic.com



Fonte: Movimento Apostólico de Schoenstatt