Facebook Youtube Instagram
05 de Novembro, 2020

Ir M. Reginalda Cavalheiro retorna ao lar eterno

“Pelo Santuário sempre nos apontas as alturas, o eterno Schoenstatt, onde um dia louvaremos a Deus” (Rumo ao Céu, 218)

No início deste mês dedicado aos falecidos, Deus chamou para junto de si a Ir. M. Reginalda Neves Cavalheiro, aos 88 anos.

Ela havia sofrido recentemente um AVC, seguido de uma pneumonia aguda, da qual não conseguiu se recuperar.

Ir. M. Reginalda nasceu no dia 24 de dezembro de 1932, numa fazenda, em São Gabriel/RS. Seu pai faleceu em um acidente de trabalho quando ela tinha apenas 3 anos de idade, por isso, a família mudou-se para Londrina/PR, onde ela conheceu o Movimento Apostólico de Schoenstatt.

Ir. M. Reginalda era uma jovem ativa e apostólica. Pertenceu às filhas de Maria e tornou-se catequista da Paróquia da Catedral, quando a Irmã Ruth-Maria Luchese, do Instituto das Irmãs de Maria de Schoenstatt, coordenava a catequese. Em 6 de abril de 1965, começou o postulantado em Santa Maria/RS e, a 8 de setembro de 1965, com suas irmãs de curso, celebrou a sua vestição.

Ir. M. Reginalda tinha uma alma missionária e ativa. Trabalhou com alegria e dinamismo em diversas atividades na catequese, no campo social e na edificação da Família de Schoenstatt em dioceses do Rio Grande do Sul e também em Recife/PE. Certa vez, perguntada sobre onde mais gostava de trabalhar, ela respondeu: “Eu gostava de tudo. O importante era trabalhar para o Reino de Deus!”

Nas atividades junto ao Movimento de Schoenstatt, desde os anos 70, ela trabalhou com a Juventude Feminina, Liga de Famílias, Liga de Mães e Campanha da Mãe Peregrina. Foi assessora em Frederico Westphalen/RS das famílias e da juventude. Em Cerro Largo/RS e Diocese de Santo Ângelo/RS, nos anos 70 e 80, trabalhou com a Liga de Famílias. Foi também assessora regional da Jufem.

Um câncer obrigou-a a interromper sua atividade apostólica por algum tempo, às quais retornou, embora já não com a mesma força. Seu último trabalho como assessora, de 2001 a 2004, foi em Porto Alegre/RS, com a Campanha da Mãe Peregrina, nessa ocasião também ajudou a arquidiocese em atividades marianas desenvolvidas pela Igreja. Em novembro de 2004 retornou a Santa Maria, ajudando em diversas atividades, na medida de suas forças.

A cada ano suas forças foram reduzindo-se, mas não a alegria e o interesse com que acompanhava o que acontecia na Igreja e na Família de Schoenstatt, pelas quais ofertava sua oração e suas contribuições para o Capital de Graças.

Às 18h10min desta terça-feira, 3 de novembro de 2020, Ir. M. Reginalda seguiu o chamado do Pai Celeste. A missa das exéquias aconteceu nesta quarta-feira de manhã, às 10h, seguida pelo sepultamento no cemitério das Irmãs de Maria, junto ao Santuário Tabor.

Crendo que no céu hoje ela se encontra, pedimos sua intercessão para toda a Família de Schoenstatt do Brasil Tabor e agradecemos ao Pai Eterno por sua vida e missão neste país.

 

Por: Ir. M. Rosequiel Fávero